Recomendações Importantes no Zelo da Igreja Imprimir e-mail
Sempre que falte algum material necessário para a limpeza da Igreja informar no Cartório Paroquial para que Comissão Fábrica da Igreja providencie a sua compra ou conserto;


Os produtos de limpeza serão sempre neutros, pois todos os outros são abrasivos e corrosivos, mesmo os de “spray” ou em creme tipo “Pronto”;


Não guardar restos de material atrás do altar-mor: esponjas, cera, lamparinas…


Utilizar sempre o aspirador para a limpeza, evitando as vassouras, palha d’aço ou outros elementos que risquem;


Procurar fazer sempre a limpeza em grupo. É mais fácil e todas estarão mais em sintonia com o zelo da Igreja;


O arranjo com flores caprichará sempre pela simplicidade e sobriedade;


Os arranjos serão sempre nos lugares habituais, mesmo que haja casamentos ou outras celebrações;


No altar da celebração não se colocam arranjos, pois com o tempo danificam as toalhas; excepto em celebrações mais solenes – Natal, Páscoa, 1ª Comunhão, Casamentos…;


Na Sacristia e nas mesas de apoio não se colocam arranjos nem plantas;


Cuidar para que as mordomas e mordomos nunca utilizem pregos para a fixação dos Santos e dos arranjos de flores nos andores, bem como esponjas com muita água;


Ao fazer a renovação do grupo de zeladoras é importante falar com elas, para que não haja falhas, nem faltas; não aparecendo a nova, a anterior continuará em funções.


Sempre que haja intenção de fazer oferta de toalhas, corporais, sanguíneos, manustérgios ou outros acessórios para a Igreja deve ser dialogado com a Comissão Fábrica da Igreja.


O cuidado e lavar dos corporais e sanguíneos é responsabilidade da Comissão Fábrica da Igreja.


As Zeladoras de Santo António, São Sebastião, Senhor dos Passos e da Senhora serão coordenadas pela Zeladora-Mor, para um melhor serviço, colaboração e inter-ajuda.

A Igreja não é um “estúdio”; sempre que haja mais do que um casamento na Igreja, haverá coordenação entre as noivas; caso não haja entendimento, a decisão será das zeladoras, juntamente com a Comissão Fábrica da Igreja.

 
< Artigo anterior   Artigo seguinte >