Bem Vindo ao site da Paróquia Santa Eulália de Aguada de Cima.

Se quiser deixar sugestões, pode e deve fazê-lo na área contacto .

Esperamos que ache este site útil, e muito obrigado pela visita.
A Europa, os jovens e a Igreja Imprimir e-mail

P. Duarte da Cunha

Em Minsk (Bielorrússia), de 28 de Setembro até Domingo, 1 de Outubro, estiveram reunidos os presidentes das Conferências Episcopais de todo o continente para a Assembleia Plenária do CCEE (Conselho das Conferências Episcopais da Europa).

Trata-se de um encontro anual que o Secretariado do CCEE, do qual, desde há nove anos, sou Secretário Geral, organiza, e que nos tem levado a conhecer um pouco toda a Europa.

Cada ano, conforme os convites, é escolhido um lugar diferente.

Para além das reflexões e da partilha sobre questões atuais que se apresentem como desafios mais ou menos comuns, os bispos presentes ficam a conhecer algo da Igreja local e mostram às comunidades locais a dimensão católica da Igreja.

Budapeste, Paris, Zagreb, Tirana, St. Galo (na Suíça), Bratislava, Roma, Terra Santa, Mónaco e agora Minsk foram os lugares das últimas Assembleias.

Já pela variedade se pode ver que vivemos num Continente onde apesar de haver tanto em comum também há tantas diferenças.

Esta é a beleza do nosso continente. E também o grande desafio: reforçar sempre e cada vez mais os laços de comunhão sem impor uma homologação.

No final do encontro deste ano, que tratou dos jovens, em vista do Sínodo dos bispos convocado para o próximo ano, e da missão da Igreja na Europa enquanto continente, os bispos apresentaram uma mensagem dirigida a todas as pessoas que partilho agora com o jornal VOZ DA VERDADE. Diziam aí os bispos:

“A Igreja ama a Europa e acredita no seu futuro: a Europa não é só uma terra, mas uma incumbência espiritual. (...).

A missão do Conselho das Conferências Episcopais da Europa é o de promover a comunhão entre os pastores das várias nações, e de descobrir os caminhos que permitam voltar a ressoar no coração do “homem europeu”, da cultura e da sociedade a voz do Senhor Jesus Cristo:

a dignidade humana onde poderá ser ancorada com solidez se não em Jesus Cristo, Filho de Deus feito homem? Este é o contributo específico do cristianismo à identidade europeia, e os dois mil anos de caridade, arte, cultura são disso testemunho.

(...) Apesar das invetivas que tendem a separar e isolar, acreditamos naquela unidade de ideais espirituais e éticos que desde sempre é a alma e o destino das Europa.

Tal como acreditamos num contínuo caminho de reconciliação que é parte não só da história, mas da vida, e que conduz ao respeito e à valorização das diversas tradições e religiões, para lá de qualquer extremismo.

A abertura à religião, à transcendência, às relações solidárias, à comunhão, adquiriu um rosto no Evangelho, e revelou a dignidade única que tem cada pessoa humana; inspirando deste modo o caminho, nem sempre fácil, da Europa que também viu limites e erros.

O próprio fenómeno da imigração é iluminado por esta alma, no acolhimento, na integração e na legalidade temos disso claros sinais, e apesar de dificuldades e temores, estamos conscientes da necessidade do esforço de uma responsabilidade comum.

Aos povos e às Nações exprimimos o nosso encorajamento para reagir às fortes instigações do secularismo que impelem a viver sem Deus ou a confiná-lo no espaço privado, alimentando a semente do individualismo e gerando solidão.

Aliás, é sabido que a abertura à vida – em todas as suas fases – é indicativo do nível de esperança, e o índice de natalidade é o melhor sinal do estado de saúde da sociedade.

A realidade juvenil – tema do próximo Sínodo da Igreja – foi o outro tema a que dedicámos a nossa atenção colegial. Uma grande simpatia emerge dos episcopados europeus:

simpatia que se traduz em oração, em maior proximidade, e no desejo de escutar e de acompanhar com paciência e amizade a nossa juventude. (...)

Durante os trabalhos emergiram também algumas preocupações, como a cultura liquida que todos respiram, a exasperação individualista muito difundida e que gera incerteza e solidão, e alguns conflitos e injustiças que ainda hoje ferem o grande bem que é a paz.

Tudo isto é motivo que confirma o nosso empenho de estar junto aos jovens e de caminhar com eles; de fazer sentir que o Evangelho é o anúncio do grande “Sim” à vida, ao amor, à liberdade, à alegria: é dizer sim a Cristo.

(...) Quanto gostaríamos que a palavra de Jesus chegasse ao coração da Europa: “não tenhas medo, eu estou contigo”. Não tenhas medo antiga Europa de ser tu mesma, retoma o caminho dos Pais que te sonharam como casa de povos e nações, mãe fecunda de filhos e de civilização, terra de humanismo aberto e integral.

Sim, não tenhas medo, tem confiança! A Igreja “perita em humanidade” é tua amiga: com o olhar fixo em Jesus Cristo, e tendo na mão o Evangelho, caminha contigo em direcção a um futuro de reconciliação, justiça e paz.”      

Fonte: Voz da Verdade

 
< Artigo anterior   Artigo seguinte >
Celebrações

Sábados:

19h00-Igreja Matriz 

20h30-S. Martinho

 

Domingos:


09h00-Agadão

10h15-Belazaima

11h30-Aguada de Cima

 

Quinta-feira:

20h30-Igreja Matriz 

 

Durante a semana,

nos lugares:

19h30

Horário de Cartório

De Terça a Sexta-feira das 14h30 as 18h30.

CAE
O Centro de Atendimento Espiritual está encerrado. Em caso de necessidade procure um sacerdote do Arciprestado.
Note Bem
Datas importantes para a Comunidade        

13 de Dezembro - Dia de Santa Luzia

14 de  Dezembro - Início do Convívio Fraterno

                            - Ultreia Arciprestal de Recepção, no Centro Paroquial

15 de Dezembro - Festa de Natal em Belazaima

17 de Dezembro - Encerramento do Convívio Fraterno, no Seminário

 
Populares
Agenda
« < Dezembro 2017 > »
D S Q Q Q S D
26 27 28 29 30 1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
31 1 2 3 4 5 6
Liturgia
Quem está Em Linha