Pastoral do Matimónio Imprimir e-mail

“O Sacramento do Matrimónio é sinal da união de Cristo e da Igreja. Confere aos esposos a graça de se amarem com o amor com que Cristo amou a sua Igreja; a graça do Sacramento aperfeiçoa assim o amor humano dos esposos, dá firmeza à sua unidade indissolúvel e santifica-os no caminho da Vida Eterna.

Uma vez que o Matrimónio estabelece os cônjuges num estado público de vida na Igreja, é conveniente que a sua celebração seja um acto público, integrado numa celebração litúrgica, perante o sacerdote (ou testemunha qualificada da Igreja), as testemunhas e a assembleia dos fiéis.” (CIC, 1661 e 1663)


PROCESSO RELIGIOSO


  • Os Noivos (e não os pais ou os avós) devem falar com o pároco com a antecedência mínima de 6 meses;

  • A data do Matrimónio apenas poderá ser fixada (dia e hora) após diálogo no Cartório Paroquial;

  • No Cartório Paroquial, os Noivos são informados da Preparação para o Matrimónio a nível Arciprestal, optando por aquela que melhor lhes convier;

  • Os Noivos ao iniciar o Processo Canónico devem apresentar os seus Bilhetes de Identidade; este pode ser organizado na paróquia do Noivo ou da Noiva, embora se torne mais fácil e económico ser organizado na paróquia onde se vai realizar o Matrimónio;

  • No caso de os Noivos viverem fora desta Comunidade Paroquial, deverão apresentar o “Nihil Obstat” (Nada Obsta) da Câmara Eclesiástica, bem como o Certificado para Casamento Católico do Registo Civil com o mínimo de 3 semanas antes da data do Matrimónio;


PROCESSO CIVIL


  • O Pároco não trata do Processo Civil; por isso, os Noivos irão ao Registo Civil da sua área de residência, ou da residência de um dos dois;

  • Os documentos necessários para o Registo Civil são: Certidão de Nascimento para efeitos de Casamento e o Bilhete de Identidade (actualizado);

  • Os Noivos devem pedir um Certificado para Casamento Católico (tem a validade de 6 meses), que depois entregarão na Paróquia que está a organizar o Processo Religioso.


INFORMAÇÕES


  • A Ornamentação deverá ser combinada com as zeladoras, que sabem onde é permitido colocar flores, mesmo que haja florista para a concretização dos arranjos; NÃO SE COLOCAM FLORES EM MAIS LUGAR NENHUM;

  • Os Noivos escolhem com os Responsáveis do Coro de Sábado ou do Coro de Domingo, os Cânticos para a Celebração do Matrimónio;

  • Os Noivos devem respeitar as orientações Litúrgicas, quer em relação ao Tempo de Advento, quer ao Tempo da Quaresma;

  • Os Fotógrafos deverão respeitar as Orientações dos Bispos.

  • Os Noivos que se encontram no Estrangeiro, tratarão o Processo Canónico na Comunidade Católica onde residem e no Consulado o que se refere ao Processo Civil.

 
< Artigo anterior