Bem Vindo ao site da Paróquia Santa Eulália de Aguada de Cima.

Se quiser deixar sugestões, pode e deve fazê-lo na área contacto .

Esperamos que ache este site útil, e muito obrigado pela visita.
Um mundo, uma lição, quatro verbos Imprimir e-mail

Octávio Carmo

A atitude que o Papa Francisco propõe à Igreja Católica e à sociedade face aos migrantes e refugiados tem merecido várias críticas, dentro e fora, o que não é de espantar, face à diversidade de opiniões e posicionamentos do mundo contemporâneo.

As palavras do pontífice, no entanto, devem ser sempre avaliadas na sua totalidade e, no caso concreto, aludindo a todos os verbos que o próprio assumiu como eixo desta ação: acolher, proteger, promover e integrar.

A poucos dias da celebração do Dia Mundial do Migrante e Refugiado, Francisco recorreu ao Twitter para deixar uma mensagem que questiona qualquer pessoa:

“Quem não sofre com o irmão sofredor, ainda que diferente dele por causa da religião, língua ou cultura, deve interrogar-se sobre a própria humanidade”.

Esta interrogação estende-se a outros campos, como ficou claro no recente discurso ao corpo diplomático: o direito à vida, a defesa da família e das mulheres, as vítimas do tráfico de pessoas ou os idosos maltratados, entre outros.

Muitas situações estão, naturalmente, ligadas. Defender o acolhimento e a liberdade de partir não implica, como alguns insinuam, esquecer que o primeiro desejo de muitos migrantes e refugiados era terem podido ficar na sua própria terra.

Integrar não é transformar a sociedade numa amálgama disforme e o próprio Papa tem repetido apelos ao respeito pelas leis do país de destino.

Numa questão central, não deveria haver cisões. 2018 é o ano em que se debatem pactos globais sobre os refugiados e as migrações na ONU e as Nações Unidas têm oportunidade de se assumirem como referência da família humana, que é só uma.

Fonte: Ecclesia

 
< Artigo anterior   Artigo seguinte >
Celebrações

Sábados:

20h00-Igreja Matriz 

21h15-S. Martinho

 

Domingos:


09h00-Agadão

10h15-Belazaima

11h30-Aguada de Cima

 

Quinta-feira:

20h30-Igreja Matriz 

 

Durante a semana,

nos lugares:

20h30

Horário de Cartório

De Terça a Sexta-feira das 14h30 as 18h30.

CAE
O Centro de Atendimento Espiritual está encerrado. Em caso de necessidade procure um sacerdote do Arciprestado.
Note Bem
Datas importantes para a Comunidade 
 
22 de Junho - Reunião de Padres do Arciprestado
 
24 de Junho - Festa de Santo António e São Sebastião, na Igreja matriz
                    - Tomada de Posse do Novo Juiz da Igreja
                    - Festa de São João, em Bustelo
 
Inscrições na Catequese
 
Populares
Agenda
« < Junho 2018 > »
D S Q Q Q S D
27 28 29 30 31 1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
Liturgia
Quem está Em Linha